Conta de energia do Tocantins ficará mais barata

Consumidores residenciais perceberão uma redução de 0,70% em suas tarifas.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou nesta terça-feira (27/06) o Reajuste Tarifário Anual da Energisa Tocantins. A partir de 04 de julho, quando entra em vigor, a tarifa de energia dos consumidores residenciais do Tocantins ficará 0,70% mais barata. A Energisa Tocantins atende cerca de 657 mil clientes nos 139 municípios do estado. Desses, 566,5 mil (86,16%) são classificados como residenciais.

O reajuste vale para todos os clientes e varia de acordo com o tipo de cliente. O efeito médio percebido para todos será de menos 0,31%, incluindo cliente de alta e média tensão, a exemplo da indústria, que possui uma tarifa diferenciada. Para ambos, a nova tarifa entra em vigor no dia 04/07/2023. Confira abaixo o efeito médio percebido por classe de consumo:

Classe de ConsumoImpacto na Tarifa
Alta e Média Tensão-0,76%
Baixa Tensão-0,19%
B1 Residencial-0,70%
Efeito Médio ao Consumidor-0,31%

O reajuste tarifário é um processo regulado pela Aneel, previsto no contrato de concessão da empresa, que apresenta regras bem definidas a respeito das contas de luz e a metodologia de cálculo dos reajustes. O mesmo processo acontece para todas as distribuidoras de energia do país. Anualmente, a Aneel promove um reajuste na tarifa vigente a fim de corrigir seu valor pelo índice de inflação acumulado no último ano. Nesse processo, a Aneel aplica um fator de ajuste que visa compartilhar com seus consumidores o ganho de eficiência obtido pela empresa e, com isso, diminuir o impacto do índice de reajuste anual.

O novo percentual vale também para os clientes de baixa renda inscritos na Tarifa Social, que continuam com o benefício de até 65% de desconto na conta de luz.

Entendendo a Conta de Energia

 

A tarifa de energia elétrica é composta por custos da distribuição, que formam a Parcela B da tarifa; e os custos de transmissão e geração de energia, além de encargos e impostos, chamados de Parcela A. De forma didática, pode-se comparar a conta de energia a uma pizza, em que o valor total se divide em fatias que vão para os respectivos órgãos e empresas responsáveis pelos serviços.

Desta forma, já levando em consideração a nova tarifa no Tocantins, a divisão da fatura de energia elétrica fica assim: do total da fatura, 35,8% ficam com a distribuidora. O restante é dividido com geradoras (28,1%) e transmissoras (5,6%). Encargos e tributos do governo respondem por cerca de 30%. Ou seja, em uma conta de R$ 100,00, por exemplo, a Energisa fica com aproximadamente R$ 35,88 para comprar equipamentos, modernizar a rede elétrica, frota, além de pagar salários, benefícios e investir nos profissionais. Os outros R$ 64,00 são apenas arrecadados pela distribuidora e repassados integralmente a outros agentes.

 

 

 

Descontos e melhores condições de pagamento

 

A distribuidora oferece para os consumidores condições especiais para facilitar o pagamento da fatura de energia. Um dos exemplos é a negociação de contas em atraso em até 24 vezes, inclusive por meio de cartão de crédito, que pode ser feito pelos canais de atendimento: WhatsApp Gisa, aplicativo Energisa On (disponível nas lojas virtuais) e site energisa.com.br. No caso de clientes que não possuem faturas em atraso, mas que querem parcelar sua conta de luz, existe a opção do parcelamento por meio da fintech Voltz.

Além dessas alternativas, a Energisa tem intensificado comunicados para atingir os consumidores que têm o direito de receber o desconto de até 65% da Tarifa Social. “Importante destacar que os clientes classificados como baixa renda, precisam manter o cadastro atualizado para garantir o desconto. A Energisa faz busca ativa por famílias que possuam o perfil para aderirem à Tarifa Social. Até maio deste ano, chegamos ao marco de 167.555 mil famílias beneficiadas”, completa Narjara Bolentini, coordenadora comercial da Energisa Tocantins.

 

Consumo consciente

Apesar da redução na tarifa de energia, os tocantinenses devem ficar atentos aos seus hábitos de consumo. Por conta do período mais seco e quente no estado, a previsão é que o consumo de energia aumente, devido ao uso intenso de ar-condicionado e ventiladores, por exemplo. Confira algumas dicas:

  • O aparelho de ar-condicionado deve ser pensando de acordo com o tamanho do ambiente em que será utilizado. Quanto maior o lugar, mais potente precisa ser;
  • Se o equipamento for antigo é importante programar a substituição por um novo, com maior eficiência;
  • Ao utilizar, garanta que as janelas e portas do ambiente estejam fechadas;
  • Use na temperatura entre 23°C e 24°C. Ao ficar muito tempo fora do ambiente, desligue-o;
  • Limpe os filtros a cada quinze dias. E faça uma higienização completa com profissional especializado entre seis meses e um ano, a depender da intensidade da utilização. A sujeira dificulta a passagem do ar e reduz a eficiência do equipamento.
  • Instale geladeira longe de locais ou equipamentos de aquecimento, como forno elétrico, fogão, churrasqueira e micro-ondas, e preferencialmente em um lugar que não pegue sol;
  • Procure reduzir as vezes em que são abertos, assim a conservação da temperatura interna será mantida com menor uso do compressor;
  • Evite guardar alimentos quentes na geladeira;
  • Verifique constantemente se a vedação do equipamento está em boas condições.
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WebBanner---Campanha-Vacina-(300x250px)
doe-sangue-salve-vidas-696x457
ba92e667-1bff-4238-b3e6-567f74f9dc2d
WhatsApp Image 2024-05-09 at 10.38.34

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?