No Dia Mundial em Memória das Vítimas do Trânsito, o Detran/TO convida a sociedade a refletir sobre o comportamento no trânsito

“Era madrugada do dia 23 de julho de 2022. Eu estava em Araguaína, na casa da minha irmã, quando minha sobrinha me chamou e disse para mim que tinha acontecido um acidente com o Guilherme. Por alguns instantes não imaginava que ele teria perdido a vida, mas quando ela disse que ele tinha morrido, tudo que consigo me recordar é que abri a porta da casa da minha irmã e saí andando loucamente e sem destino. Quando me acharam, eu já estava a 1500 metros da casa dela”.

Esse é o relato do motorista de caminhão, Alex Rodrigues de Castro, do exato momento em que recebeu a notícia da morte do filho, Guilherme Castro, em decorrência de um acidente de trânsito, no município de Babaçulândia, a 60 km de Araguaína (TO).

O jovem pilotava uma moto com uma amiga, a levava para a casa, quando colidiu de frente com outra moto que vinha na contramão com três garotas, era 1h30 da madrugada. Guilherme perdeu a vida ainda no local aos 21 anos de idade. Além dele, a jovem que pilotava a outra moto veio a óbito, enquanto a amiga de Guilherme e as garotas da outra moto ficaram feridas.

“Hoje estamos aqui em um sofrimento que não tem explicação. A nossa vida mudou completamente. Nossos dois filhos pequenos e mais novos, Alex Júnior e Maria Rosa, já não dormem mais direito lembrando do irmão. Já a mãe dele, Karla, não tem nem como falar, pois, é quem mais sofre todos dias, afinal é mãe. Enquanto a mim estou aqui, tentando ser forte, mas Deus sabe do que eu passo todos os dias, pela saudade e ausência de meu filho”, relatou o pai.

Mais de 500 óbitos em 2022

O sofrimento vivido por Alex, Carla e seus dois filhos mais novos, é o mesmo compartilhado pelos pais, familiares, amigos e conhecidos das outras 544 pessoas que perderam a vida em virtude dos sinistros de trânsito no ano de 2022, no Estado do Tocantins, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO). Neste domingo, 19, é o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito e o Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO) chama a sociedade para uma reflexão sobre os altos índices de sinistros de trânsito e o impacto.

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito

Instituído em 1995 pela Assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU), o terceiro domingo do mês de novembro é o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. A data é para lembrar das pessoas que perderam a vida em sinistros de trânsito, como Guilherme, e também prestar apoio e solidariedade aos familiares e amigos das vítimas, como Alex, Carla e seus dois filhos.

Completando 28 anos em 2023, o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito homenageia também equipes de emergência, polícias, enfermeiros e médicos que lidam com as consequências traumáticas das mortes e lesões no trânsito no dia a dia, além daqueles que sobrevivem hoje com sequelas em virtude de acidentes de trânsito.

Sequelas de uma ultrapassagem

A vendedora de roupas, Raquel Resplandes de Freitas Alves, e o esposo, que trabalha como caminhoneiro, Almir Alves de Sousa, sofreram um acidente em janeiro deste ano, quando iam a um velório em Guaraí, região central do estado, a 180km da capital, Palmas.

“Era dia 12, saímos de Palmas com destino a Guaraí para um velório. O fluxo de veículos na estrada era muito grande e havia chovido neste dia. Então meu esposo, Almir, decidiu fazer uma ultrapassagem e acabou perdendo o controle do carro, já que ele derrapou em decorrência da pista molhada. O carro saiu para fora da pista, bateu em uma árvore e capotou.”, relata.

“Após o acidente, nós conseguimos sair do carro e fomos socorridos pelos condutores que transitavam pelo local. O médico solicitou que eu permanecesse de repouso por 20 dias. Nesse período, senti muitas dores no pescoço e dores extremamente fortes na cabeça. Tive que fazer mais de um mês de fisioterapia para que pudesse voltar ao normal e graças a Deus no fim, deu tudo certo.”, complementou.

Dados

O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito se tornou também uma ferramenta importante para o setor público e privado, entidades governamentais e todos aqueles que trabalham com a causa de trânsito poderem demonstrar a enorme escala dos altos índices de sinistros de trânsito e impacto das mortes e lesões desse tipo na sociedade.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO), o estado registrou uma queda de 13,05% no número de mortes em virtude de sinistros de trânsito. De janeiro a outubro de 2023, foram registradas 413 mortes, enquanto que no mesmo período de 2022, esse número foi de 475. Contudo, esses dados ainda são preocupantes.

Segundo o Presidente do Detran/TO, Willian Gonzaga, “essa queda demonstra o compromisso, trabalho e esforço do Governo do Tocantins, por meio da equipe de educação para o trânsito e agentes de fiscalização do Detran/TO na realização de blitzes educativas, workshops, reuniões, campanhas, caminhadas, entrega de materiais didáticos e palestras em escolas e empresas, da esfera pública e privada, na busca pela mudança desse cenário preocupante”, ressaltou.

Dicas de trânsito

O Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito não é apenas mais um dia no calendário, a data trata-se de um momento para uma análise e reflexão sobre a quantidade de sinistros e mortes de trânsito ao redor do globo.

Pensando nisso, o Detran/TO preparou um guia com pequenas dicas básicas de segurança, mas que são capazes de salvar inúmeras vidas. O órgão também convida a todos os condutores, ciclistas, e pedestres para seguirem e compartilharem as seguintes dicas:

1– Respeite as leis de trânsito: elas foram criadas para garantirem a segurança de todos.

2– Use o cinto de segurança: ele salva vidas!

3– Esteja atento à sinalização: ela orienta e informa os condutores nas vias

4– Tenha cuidado com pedestres, ciclistas e motociclistas: no trânsito, os veículos maiores são responsáveis pela segurança dos menores e todos cuidam dos pedestres.

5– Não andar acima da velocidade permitida

6– Se beber ou consumir drogas, não dirija!

7– Jamais use o celular ao dirigir

8– Sinalize antes de realizar alguma ação

9– Cuidado ao realizar ultrapassagens

10– Mantenha distância dos demais veículos.

Mensagens aos condutores

“Eu sempre falo para aqueles ao meu redor que percam carro, dinheiro, casa ou qualquer outro bem material, mas não queira perder um filho. Hoje me sinto um homem mais forte, pé no chão e preparado para tudo, mas tudo isso vem de uma dor imensurável”, disse Alex, pai de Guilherme.

“O que eu tenho a pedir a todos os condutores, depois de tudo que passei e sofri, é que tenham cuidado na hora de fazer uma ultrapassagem, façam com segurança e cautela para que não passem pelo o que eu passei. A sua vida importa também”, disse Raquel Resplandes.

O Detran/TO lembra que todos os sinistros de no trânsito podem ser evitados, portanto, o órgão orienta os condutores sobre importância da responsabilidade, cuidado e atenção ao transitar pelas vias, a fim proteger todos que aqueles que a usam, assegurando a vida e construindo uma cultura de respeito no trânsito.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

webbanner-IPTU2024_PortoNacional_-300-x-300-pix
doe-sangue-salve-vidas-696x457
WhatsApp Image 2024-02-27 at 08.29.48
ba92e667-1bff-4238-b3e6-567f74f9dc2d
Brasao_Prefeitura_PNG

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?