Procedimento do MPTO apura se municípios estão fiscalizando focos do mosquito Aedes aegypti

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou nesta terça-feira, 28, um procedimento administrativo para acompanhar a fiscalização das prefeituras em relação à existência de possíveis focos do mosquito Aedes aegypti em borracharias e lojas que comercializam pneus. São alvos da apuração os municípios de Brejinho de Nazaré, Fátima, Ipueiras, Monte do Carmo, Oliveira de Fátima, Porto Nacional, Santa Rita do Tocantins e Silvanópolis.

O promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto, titular da 7ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional, requer das prefeituras informações a respeito de todos os estabelecimentos do gênero e como está sendo a fiscalização para evitar o acúmulo de água, que favorece a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela.

De acordo com o procedimento, os estabelecimentos alvos da averiguação possuem tanques e caixas com água para auxílio no reparo de pneus, o que pode favorecer a procriação do mosquito.

Fonte (João Pedrini/MPTO)

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2024-06-21 at 17.25.31
doe-sangue-salve-vidas-696x457
WhatsApp Image 2024-06-21 at 22.35.20
ba92e667-1bff-4238-b3e6-567f74f9dc2d
card_luzimangues_e_portoreal

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?