MPTO apura circunstância do abandono de prédio público no centro histórico de Porto Nacional

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou procedimento na última  quinta-feira, 11, para apurar os motivos que justificam o abandono de um prédio público localizado no centro histórico do município de Porto Nacional.

A investigação é do promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto, titular da 7ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional, após tomar conhecimento pela imprensa de que o local está servindo para consumo de drogas, prostituição e esconderijo de ladrões.

Como parte dos encaminhamentos, o promotor de Justiça oficiou o município de Porto Nacional para que, no prazo de 10 dias, informe se o prédio é de sua propriedade e, em caso positivo, quais providências estão sendo tomadas para regularizar a situação.

No prédio abandonado já funcionaram a creche Tia Dedé e um projeto social que ensinava capoeira para crianças da região.

 

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

webbanner-IPTU2024_PortoNacional_-300-x-300-pix
doe-sangue-salve-vidas-696x457
ba92e667-1bff-4238-b3e6-567f74f9dc2d
Brasao_Prefeitura_PNG

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?