Operação Paz: Em ação conjunta, Polícias Civil e Militar prendem autor de homicídio ocorrido ano passado na Capital

No início da manhã deste sábado, 4, policiais civis da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP – Palmas), com apoio da Polícia Militar, prenderam na região norte da Capital, I.R.C.P., 27 anos, conhecido como Buriti, em cumprimento a dois mandados de prisão. Um deles por um crime de homicídio ocorrido em 2022  e o outro referente a uma tentativa de homicídio ocorrida em 2017, ambos na Capital.

“Trata-se de um indivíduo, membro de organização criminosa, que há muito tempo vem sendo procurado pela DHPP. Contra ele há mandados de prisão em aberto, um por homicídio e outro já por uma condenação definitiva. Ele estava em local incerto, porém recentemente descobrimos que ele estaria ficando na casa da mãe na região norte. Após monitoramento, conseguimos na manhã de hoje dar cumprimento aos mandados”, destacou o delegado Israel Andrade.

A vítima do crime de homicídio é Lucas Carvalho de Castro, morto no dia 12 de março de 2022, por volta das 14 horas, após ser alvejado por vários disparos de arma de fogo, em um bar na quadra Arno 32. Lucas estava no local com mais dois amigos, quando Buriti, a bordo de uma bicicleta, se aproximou e atirou contra ele diversas vezes, com uma pistola .40.

Lucas foi socorrido pelos amigos, um deles também ficou ferido ao ser atingido por um disparo na região do quadril. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento Norte e, devido à gravidade dos ferimentos, foi encaminhado ao Hospital Geral de Palmas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Crime em 2017
Conforme as investigações, no dia 26 de abril de 2017, por volta das 13 horas, Buriti e um comparsa J.F.N., a bordo de uma motocicleta, foram até uma oficina mecânica na quadra Arno 32, onde se encontrava D.A.S. Ao chegarem no local, Buriti desceu da motocicleta, sacou um revólver calibre 32, surpreendendo a vítima com um tiro na costa. Caída ao chão, a vítima ao olhar para trás, foi atingida por mais quatro disparos em diferentes partes do corpo e só não foi a óbito porque recebeu socorro médico.

Após os disparos, os dois indivíduos evadiram-se do local, mas foram presos no mesmo dia, por policiais militares, na residência de J.F.N. na quadra Arno 33. A arma utilizada no crime foi encontrada com o comparsa de Buriti, e, na ocasião, J.L.N, dono da motocicleta utilizada no delito também foi preso. A motivação para o crime seria por causa de ameaças que vinha recebendo da vítima por ciúmes de uma mulher com quem ambos se relacionavam.

Na ocasião, os envolvidos foram indiciados por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe. Buriti foi condenado, mas desde 2020, cumpria pena em regime semiaberto.

Após a prisão neste sábado, Buriti foi encaminhado para a unidade prisional da Capital, onde está à disposição do Poder Judiciário.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

webbanner-IPTU2024_PortoNacional_-300-x-300-pix
doe-sangue-salve-vidas-696x457
ba92e667-1bff-4238-b3e6-567f74f9dc2d
Brasao_Prefeitura_PNG

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?